• 3 é Par

Como estabelecer parcerias em projetos de sustentabilidade?


Boas parcerias é algo que todos prezam. Sobre isso não há contra-argumento!


Quando falo em parcerias, estou falando na ação conjunta, entre duas ou mais partes, que se unem para a realização de um objetivo ou para a promoção de um único produto ou serviço.


Vemos parcerias sendo estabelecidas em diversos contextos e frequentemente ao nosso redor. Desde a parceria entre pessoas, em um projeto pessoal, até parcerias entre negócios e marcas, como, por exemplo, o MC Donald’s com a Lacta, trazendo um novo sabor de sorvete para a linha MC Flurry. 


Essa união, normalmente, se traduz no alcance dos resultados pretendidos com economia de tempo, ganhos financeiros, visibilidade ou reputação.


Mas afinal... o que isso tem a ver com sustentabilidade?


Tem tudo a ver!


Boas parcerias em projetos voltados para o desenvolvimento sustentável é um caminho sem erro. Com a complexidade dos desafios sociais, econômicos e ambientais da atualidade, as organizações que realmente buscam desenvolver seus negócios de maneira sustentável não podem atuar isoladamente.


Neste sentido, é altamente recomendável que a organização busque atuar em parceria, se unindo a outras organizações, mesmo que sejam de diferentes segmentos e setores, com o objetivo de garantir que as práticas sustentáveis permeiem e tenham seus resultados potencializados. A sinergia entre as partes, certamente, amplia o impacto socioambiental positivo dos projetos.


Na 3 é Par, por exemplo, temos como premissa, em todos os projetos que desenvolvemos com nossos clientes, oportunizar a criação de redes de relacionamento e o fortalecimento de parcerias entre organizações e setores. A nossa experiência demonstra ganhos quantitativos e qualitativos consideráveis.


Você já parou para pensar quem são seus potenciais parceiros?



Deixo aqui um exercício!


Mapeie as organizações presentes no seu território. Sejam outras empresas, pequenos comerciantes, organizações da sociedade civil, secretarias municipais, Unidades Básicas de Saúde, escolas, entre outros tantos públicos presentes, que também desejam se desenvolver e desenvolver a comunidade de maneira sustentável.


Busque conhecer esses públicos! Quem são, suas características, objetivos de atuação e projetos que já desenvolvem no território. A partir dessa primeira análise, é possível identificar as primeiras oportunidades de diálogo e parceria.


Não há motivo para atuarmos sozinhos em prol da sustentabilidade! Certamente, a conexão verdadeira entre organizações e setores ampliam as oportunidades, transformando demandas em soluções e benefícios compartilhados por diversos públicos.


Mais uma dica!


Se você quer saber mais sobre mapeamento, diálogo e relacionamento com públicos estratégicos, deixo aqui o link para acesso a um artigo sobre este tema. Nele, compartilhamos uma metodologia, reconhecida mundialmente, para esta finalidade. Clique aqui!


-----


Quer conversar mais sobre Sustentabilidade e Relacionamento Institucional? Marque um papo por aqui!

22 visualizações