• 3 é Par

Qual o papel do Terceiro Setor no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável?

Iniciamos, há algumas semanas, uma série sobre os ODS. Em nosso primeiro artigo, compartilhamos um panorama geral sobre o tema. Já na segunda semana, tivemos como foco a perspectiva das empresas, trazendo reflexões sobre o papel do setor empresarial na Agenda 2030.


Hoje, em nosso terceiro artigo, teremos como foco o Terceiro Setor. Abordaremos o importante papel das Organizações da Sociedade Civil (OSC) e seus desafios no cumprimento da Agenda 2030. Vamos lá?!





O Terceiro Setor sempre desempenhou um papel importante na ONU e, durante as últimas décadas, segundo a própria ONU, a presença desse público aumentou consideravelmente. Milhares de Organizações da Sociedade Civil (OSC) tomam uma parte ativa nos trabalhos da ONU, exercendo um papel que vai além ao de observadoras.


Essa legitimidade, conquistada com o passar dos anos pelas OSC, deu a elas um papel importantíssimo, em nível internacional, de interlocutoras das demandas sociais com diferentes instâncias. Devido à relevância das agendas tratadas pelas organizações, muitos governos passaram a incluí-las em processos de tomada de decisão ou de consulta, inclusive em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.


No Brasil, por exemplo, foi criado e formalizado, em 2014, o Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GT Agenda 2030). O Grupo foi formado a partir do entendimento de que a definição e implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) devem levar em conta as demandas e expressões das OSC, uma vez que, na essência, essas organizações já conhecem a realidade das comunidades e vêm trabalhando diretamente na defesa de direitos, no combate à desigualdade e no respeito aos limites do planeta.


Para chegar à formação desse grupo, foram realizados encontros frequentes entre organizações não governamentais, movimentos sociais, fóruns e fundações brasileiras. Segundo o site oficial da organização, atualmente, o GT Agenda 2030 tem cerca de 40 membros de diferentes setores que, juntos, cobrem todas as áreas dos 17 ODS da Agenda 2030.


Confira também: Uma das importantes entregas do GT Agenda 2030 foi, realizada em junho de 2018, com o lançamento do Relatório Luz 2018 sobre a implementação e efetivação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil. Neste documento, o Grupo faz um alerta sobre as dificuldades socioambientais do país e desdobra este conteúdo sobre cada um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS). Sem dúvida, trata-se de um importante instrumento para que a sociedade tenha insumos para analisar as políticas públicas.





Terceiro Setor, ODS e seus desafios


De um modo geral, o Terceiro Setor encara muitos desafios que precisam ser considerados. Podemos citar, por exemplo, a falta de recursos ou dificuldade na gestão, a cultura de dependência dos governos, pouca articulação com os demais setores (empresas e governos), dificuldades na elaboração de projetos, dentre outros. Ainda mais relacionados aos ODS, podemos considerar que muitas organizações desconhecem os próprios objetivos, não utilizam os indicadores já existentes para os ODS e, até mesmo, não acreditam nas metas propostas.


Entendendo que muitas Organizações da Sociedade Civil precisam superar tais desafios e alinhar suas ações com os ODS, algumas instituições têm buscado promover encontros, seminários, diálogos, painéis, dentre outras iniciativas, para motivar e criar mais oportunidades de engajamento dessas organizações. Além do GT Agenda 2030, mencionado acima, existem outras iniciativas muito interessantes, também voltadas às Organizações da Sociedade Civil. Vale conhecer a Estratégia ODS e o Movimento Nacional ODS.


Também na 3 é Par, por exemplo, realizamos formações e workshops sobre o tema. Temos como premissa, em todos os projetos que desenvolvemos, trazer esses conceitos na prática e oportunizar o fortalecimento de parcerias entre organizações e setores. A nossa experiência demonstra ganhos quantitativos e qualitativos consideráveis!


Finalmente, é importante considerar que conhecer os ODS e assumi-los como compromissos tem completa conexão com a missão das OSC, pois a transformação social – proposta pela Agenda 2030 – também faz parte da razão de existência do Terceiro Setor. Além disso, ao trabalharem com os ODS, as OSC agregam valor ao negócio, trazem importantes metas e indicadores para a gestão e contribui fortemente para o cumprimento da Agenda, possibilitando o fortalecimento de parcerias, tanto no nível nacional como internacional.


Para encerrar, gostaríamos de saber a sua opinião!


Compartilhe por aqui, nos comentários, o seu olhar a respeito do tema. Faz sentido para você a conexão entre o Terceiro Setor e demais atores sociais no cumprimento dos ODS? Você conhece ou já vivenciou alguma prática? Sua participação é muito bem-vinda e contribuirá para a geração e troca de conhecimento!


Quer conversar mais sobre Sustentabilidade e Relacionamento Institucional? Marque um papo por aqui!


Confira outros conteúdos em nossa página nas redes sociais! Siga:

Facebook: @3eparconsultoria

Instagram: @3eparconsultoria

LinkedIn: @3eparconsultoria

98 visualizações